A nova arma usada contra Ciro Gomes: Não deixar ele falar!

Ciro Gomes demonstra que seu projeto une força, honestidade, posicionamento e propostas. Ciro tem percorrido o país de norte a sul. Tem debatido incansavelmente para mostrar seu projeto para o Brasil que todos almejamos. Um Brasil novo, justo e solidário.

Tem recebido críticas e contrapontos, o que tem engrandecido seu projeto consistentemente. Entretanto, parece que estamos chegando em um outro momento na política. Todos já estão percebendo que as ideias de Ciro são as melhores para o Brasil e isso incomoda. Agora não querem deixar ele falar.

Ciro Gomes viajou até Minas Gerais para participar do Congresso Mineiro de Municípios para falar por menos de 15 minutos. Foi interrompido para ser perguntado [acreditem se quiser] sobre o que já estava falando. Ao criticar a posição do moderador, foi vaiado por parte da audiência. Sem saber, Ciro foi recebido por uma claque de baderneiros na plateia. Ao se levantar pela democracia e pela importância do debate profundo sobre a política no Brasil, foi aplaudido pela maioria do auditório. Não quis mais conversa. Decidiu ir embora!

Como todos sabem, Ciro é o único candidato no Brasil que tem lutado contra o establishment financeiro e tem contra si o peso grande imprensa e dos grandes partidos do Golpe. E faz isso de modo praticamente heroico, viajando muitas vezes solitário com seu assessor, difundindo suas ideias de cidade em cidade, tendo apenas sua voz como arma.

Estava no seu direito e fez certo, um candidato com a missão que ele possui não deve ficar participando de eventos montados para desacreditá-lo, e não para enaltecer o diálogo. Ele deve se dar o respeito, e é isso que quis dizer quando reclamou para si a força da autoridade. É a única coisa que poderíamos esperar do próximo presidente da República.
 

Deixe uma resposta

4 × 4 =