“Sérgio Moro é exibicionista quando convém”: Ciro Gomes ao Poder360

Em entrevista recentemente concedida ao Poder360 e à agência espanhola EFE, Ciro Gomes teceu diagnósticos acerca de quadros do Governo Federal e do Poder Executivo no geral. Para ele, Sérgio Moro “será torrado” até o fim do Governo.

 

“Nunca houve uma deterioração tão complexa e tão veloz do capital político de um presidente da República quanto o que se assiste hoje. É um despreparo chocante.”

 

Entre críticas e análises conjunturais, Ciro se apresenta surpreso e incrédulo quanto à inédita incompetência com que o presidente Jair Bolsonaro comanda o Governo.

O pedetista ainda aposta que a Reforma da Previdência não será aprovada e considera aberrante a ameaça do Ministro da Economia Paulo Guedes de que sai do Governo em caso de não aprovação da Reforma.

Michel Temer, velho desafeto de Ciro Gomes (“vocês podem apoiar quem quiserem, menos Ciro Gomes”, teria dito o ex-presidente no período pré-eleitoral de 2018) e recentemente preso, também foi tema na entrevista.

O caso entre Sérgio Moro, Michel Temer e Rodrigo Maia

CIRO GOMES: “As pessoas no Brasil, na elite, usam e abusam de suas conveniências. A moral da nossa elite é muito seletiva e oportunista. Que [Michel Temer] merece ser condenado e preso, eu não tenho a menor dúvida. Mas esta prisão, da forma como foi feita, é flagrantemente ilegal. Afronta a Justiça, afronta o direito.

Temo que possa ser um expediente para confrontar o Parlamento e o Supremo Tribunal Federal. Ainda temo, não estou afirmando. Mas pelo tempo, não pela forma, havia ali uma confrontação entre o Presidente da Câmara [Rodrigo Maia] e o [Ministro da Justiça] Sérgio Moro e há uma clara confrontação que divide em 6×5 o STF.

E o Gilmar Mendes, que é um polemissíssimo magistrado está na alça de mira desta prisão porque é a ele que cabe apreciar os recursos da Lava Jato no Rio de Janeiro. Portanto, o Gilmar Mendes está de duas uma: ou cumpre o direito e arrosta mais uma explosiva impopularidade ou vai violentar, para aqueles que conhecem o direito, sua boa tradição de jurista”

Ainda sobre Sérgio Moro, Ciro Gomes afirmou que não adianta ter ambição de ser presidente em 2022, pois até lá estará “torrado”.

Confira a entrevista na íntegra abaixo:

Deixe uma resposta

dezoito + 11 =