Ciro Gomes promove debates populares sobre a Reforma da Previdência

Nas últimas semanas, Ciro Gomes e o PDT deram início a um esforço de levar às ruas e bairros populares o debate sobre a Reforma da Previdência.

Os primeiros pontos de parada foram os estados do Rio de Janeiro e do Ceará.

Por mais de 1h30min em cada palestra, Ciro respondeu a perguntas e criticou frontalmente a reforma da previdência do governo, além de fazer denúncias de imoralidades patrocinadas pelo governo, entre as quais a acusação de que apresentadores das grandes emissoras de TV estejam recebendo dinheiro para vender a reforma.

Reforma da Previdência – Fortaleza (16/05/2019)

Apesar da qualidade da palestra, os primeiros trinta minutos estão com áudio de baixa qualidade. Após os trinta, porém, a palestra fica com a qualidade melhor.

É o Ratinho, é o Sílvio Santos… que estão recebendo ‘uma grana’ pra falar aberrações da Reforma da Previdência. E uma delas é isso: o mundo vai acabar, o Brasil vai virar Venezuela… isso é tudo mentira. As coisas estão ruins porque o país não cresce a economia. Desde a Dilma pra cá, a gente só cresce como rabo de jumento: pra baixo.

Reforma da Previdência – Rio de Janeiro (18/05/2019)

“Estão propondo acabar com a contribuição dos patrões! Veja bem: se estão dizendo que a reforma é para corrigir o buraco, tirando a contribuição patronal, que é 20% da folha, o buraco é de mais de 700 Bilhões de reais em dez anos! É uma incongruência absoluta da proposta que está aí! Tanto que acho que os deputados já perceberam e vão queimar. Aí a injustiça está posta, e por isso precisamos discutir o assunto, mas tem a parte de baixo que eles chamam de “parametrização”. É o “como” eu entro na Previdência. Começa com uma mudança profunda, séria e grave no critério de idade mínima e tempo de contribuição. Hoje você pode aposentar por tempo de serviço. Não é que seja privilégio, é que às vezes a pessoa começou a trabalhar com dezessete. Querem acabar com isso com essa reforma da previdência. Daqui pra frente, só vai poder se aposentar quem encontrar duas condições que estão impondo: primeiro, a idade mínima de 62 anos para mulheres, que hoje é 60. E segundo, a idade de 65 anos para homens. Não basta ter 62 e 65, você tem também que ter contribuído por quarenta anos para ter o aposento integral. Ou seja, se você ganha R$ 1.500,00 e se aposenta com 65 anos, mas só teve 25 anos de contribuição, você vai perder, na hora da aposentadoria mais de 1/3 do valor do salário que seria recebido.”

Deixe uma resposta

1 × três =