“Preço político que Bolsonaro está pagando é pra outro, não é pra ele”, afirma Ciro Gomes

Em entrevista recentemente concedida ao programa MyNews, o terceiro colocado das eleições presidenciais de 2018, Ciro Gomes, afirmou que o presidente Jair Bolsonaro está pagando um preço político exagerado.

O sistema tributário brasileiro

“O sistema tributário brasileiro, depois de FHC, PT e Lula, é o mais regressivo e perverso do mundo. Por que o mercado me detesta? Porque estou dizendo com clareza que o Brasil não vai sair dessa situação fiscal trágica sem um sistema tributário progressivo. 

O Itaú, o dono do mercado, uma voz clandestina que não fala por si mas entope os sites e é o tal ‘mercado’ objetivamente pegou R$ 9 bilhões de reais de juros e dividendos sem pagar um centavo enquanto todo brasileiro que ganha de R$ 2.050,00 pra cima paga 15% de IR na fonte.”

E o preço político pago por Bolsonaro

A ideia do Guedes, em linha com essa percepção equivocada do problema real brasileiro, é que nós vamos ter uma equação fiscal solúvel a partir de uma reforma da previdência, e isso é mentira. O déficit público brasileiro esse ano é de R$ 130 bilhões de reais. Tecnicamente, você reverte esse déficit em 12 meses. Politicamente, você precisa de 24 meses porque algumas das providências exigem anterioridade, ou seja, o que decidir esse ano só pode entrar em vigor ano que vem. Eles tomam um caminho em que a previdência social, se tudo passar (e não há a menor chance desse modelo passar), economizaria em dez anos R$ 1 trilhão. Só que assim: uns poucos milhões no primeiro ano; algumas dezenas de milhões no segundo; nem sequer uma centena e pouco no terceiro; e já acabou o Governo Bolsonaro. Na hora que Bolsonaro souber ler, ele vai ver que o preço político que ele está pagando é pra outro. Não é pra ele.”

Assista o vídeo completo:

Deixe uma resposta

três × quatro =