A “guerra híbrida” de Jair Bolsonaro a 10 dias do 100° dia de Governo

Em sua palestra em Lisboa, de mais de 3 horas de duração, o ex-candidato à Presidência da República pelo PDT, Ciro Gomes, em resposta à pergunta de uma jovem presente, explicou a estratégia de “guerra híbrida” de Jair Bolsonaro.

Ciro explica que, se por um lado Bolsonaro substitui debates sobre os problemas nacionais reais (emprego, industrialização, previdência social, saúde pública, educação pública, economia nacional…) por irrelevâncias (a celebração de 1964, o “golden shower” do carnaval…), por outro lado, parcela da oposição aceita entrar nesse campo, pautando-se pelo Presidente e pela direita.

A guerra híbrida e a ajuda norteamericana a Jair Bolsonaro

“Essa eleição foi completamente única na história brasileira. Montaram uma estrutura, que, agora se sabe, foi financiada de forma clandestina e de forma BIlionária, com assessoramento de norteamericanos nesse negócio de ‘guerra híbrida’. 

Bolsonaro conseguiu (e o PT nisso ajuda, infelizmente, pela negação, como está acontecendo hoje) trocar o ambiente de debate

Bolsonaro concitou o Brasil a comemorar o golpe de 1964.

O que acontece na internet com quem não entende o que ele está fazendo? Todo mundo traz a memória ‘escrota’ de 1964: gente torturada, gente no pau de arara, fotografia de Vladimir Herzog enforcado… ou seja: ele conseguiu de novo. Há 55 anos que aconteceu 1964. 

O que acontecia enquanto ele fazia isso?

Michel Temer foi solto, o Rodrigo Maia brigou com ele, a Reforma da Previdência ‘subiu no telhado’, o Paulo Guedes não foi no Congresso e fala toda hora que vai se demitir, a viagem aos EUA foi um fiasco vergonhoso, perigosamente esse negócio das milícias ronda o Planalto… sai um Ibope que ele é o presidente de menor avaliação positiva da história no início de um mandato…

Aí ele pega e troca o assunto. E é ajudado nisso pelo ‘outro lado’ (PT). Eu, por exemplo, na hora que ele falou para comemorar 1964, disse: ‘ele quer chamar a atenção pra outro assunto para coesionar o bando dele, que está tonto de tanta besteira’. Não reproduzi a lógica dele.

Mas vá ver quem está dominando o debate. Aí fica quem é 1964 e quem não é 1964. Aí pronto. ‘Coesiona’ a turma dele em outro assunto.”

VÍDEO: CIRO GOMES | Bolsonaro e a Guerra Híbrida

Acompanhe a fala completa de Ciro sobre a estratégia de Bolsonaro pelo vídeo do canal “Progressista“.

Deixe uma resposta

2 × um =