Ciro no Mato Grosso do Sul: crítica ao despreparo

Continuando seu trabalho de palestras e entrevistas, na última sexta-feira, 16 de agosto, Ciro Gomes falou para universitários da UFMS (Universidade Federal do Mato Grosso do Sul). Dentre os assuntos abordados, o ex-candidato à Presidência da República pelo PDT (Partido Democrático Trabalhista) comentou sobre a falta de preparo dos últimos líderes do Executivo da nação.

Lamentando as dificuldades pelas quais o Brasil vem passando, Ciro relembrou os mais recentes vencedores na corrida para Presidente e um fato em comum entre eles: A falta de experiência administrativa. “Parece que a credencial é: se nunca administrou nada, pode passar por aqui”, disse Ciro Gomes. Ele também questionou indicações equivocadas em períodos turbulentos da economia, como no segundo governo de Dilma Rousseff, que na época nomeou para o Ministério da Fazenda o economista Joaquim Levy. “Já quebrou o estado do Rio de Janeiro, então venha ajudar a quebrar o Brasil”, ironizou Ciro.

Sobre o atual presidente, Ciro entende que foi colocado um estagiário no olho do furacão, precisando aprender apressadamente sem um projeto concreto sequer. Nos casos dos ex-presidentes, Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inácio Lula da Silva, Ciro destacou a popularidade conquistada por ambos como fator determinante para a continuidade de seus governos.

Com 38 anos de vida pública, Ciro Gomes já foi prefeito, deputado, governador e ministro.

Auditórios lotados: Confira a reportagem do SBT sobre a ida de Ciro Gomes ao MS

Deixe uma resposta

três + dezoito =