You are currently viewing Ciro se rebela contra reeleição

Ciro se rebela contra reeleição

  • Post author:
  • Reading time:2 min de Leitura

Quando se fala em políticos hoje logo pensamos em políticos de carreira. Sim, a política virou carreira para alguns, que fazem de tudo para se apegarem aos cargos eletivos. Os políticos de carreira não têm compromisso com o povo ou com ideologias. O único compromisso destes é com a sua reeleição ou o próximo cargo que irão disputar.

Ciro não é um político de carreira. Ciro é um político preparado e de grupo. Vale lembrar que Ciro foi eleito o prefeito de Fortaleza aos 32 anos, e aos 33 eleito governador. Em ambos os casos saiu muito bem avaliado. Em 1994 quando terminou seu mandato de vereador não era permitido a reeleição, e Ciro não disputou nenhum cargo nos 4 anos seguintes, no auge da popularidade, decidiu dar um tempo da política e estudar. Sim, Ciro foi para Harvard, nos EUA, estudar e lecionar.

Ciro ficou entre 1995 e 2006 sem ocupar cargos eletivos. Ele disputou por 2 vezes a Presidência da República nesse período. Em 2007 Ciro assumiu o mandato de Deputado Federal, que ocupou por apenas uma legislatura (4 anos). Em 2010 ao terminar seu mandato de deputado ele decide não disputar eleições, e vai para a iniciativa privada, atuando como advogado e administrador.

Com o risco à democracia, agravado a partir de 2015 com a iminência do Impeachment da presidenta Dilma, Ciro retorna à cena política. Em 2018 ele disputou a Presidência da República.

No último dia 21 de janeiro, no seu discurso durante o ato de lançamento da pré-candidatura à Presidência da República, Ciro assumiu o compromisso com o fim da reeleição. Abre aspas para Ciro Gomes: “depois desse mandato eu voltarei para o meio do povo, e de lá definirei meu novo papel”. Qual político brasileiro assumiria esse compromisso? Nós vemos aqueles que tentam a qualquer custo se manterem no poder, de um lado, e de outro aqueles que já estiveram lá fazendo seus conchavos para voltar. Ciro não é assim, a política para ele não é meio de vida, mas uma forma de trabalhar pelo Brasil e pelo povo brasileiro.