Ciro Gomes no Fórum da Liberdade: Demarcando o território progressista!

No dia 04 de abril de 1989 acontecia o II Fórum da Liberdade. Na linha de frente de palestrantes estavam cinco candidatos a presidente: Ronaldo Caiado (PDC), Mário Covas (PSDB), Roberto Freire (PCB), Lula (PT) e Leonel Brizola (PDT).  Um debate equilibrado e importante para a construção nacional. Candidatos com diferentes concepções político ideológicas, em uma altura onde o Brasil ainda não era bi-polarizado. O próprio Brizola já participou outras duas vezes, assim como outras figuras do PT, do PSB e do PPS. Esse ano, quem vai nos representar será apenas um: Ciro Gomes.

Apesar do Fórum da Liberdade, promovido pelo importante Instituto de Estudos Empresariais, ter tido historicamente a maior parte de seus palestrantes e convidados advindos de um pensamento liberal – como Gustavo Franco, Armínio Fraga, Olavo de Carvalho, Eduardo Gianetti, Paulo Rabello de Castro, Roberto Campos, Henrique Meirelles – em algumas de suas edições foram convidados também palestrantes alternativos ao liberalismo.

Antes que critiquem a participação de Ciro Gomes no Fórum da Liberdade, vale ressaltar que o Fórum é uma tribuna de debate democrático, e que a negação da participação desses debates não pode fazer parte de nós, que nos dizemos corajosos e preparados para debater o Brasil. Ciro Gomes já participou também do Fórum da Liberdade em abril de 2000. Protagonizou um debate importante com Tom Palmer, e conseguiu demarcar um território importante na defesa do estado brasileiro.

Hoje a partir das 19:30 Ciro Gomes (PDT) vai debater com Amôedo (NOVO), Marina Silva (REDE), Geraldo Alckmin (PSDB), Flavio Rocha (PRB) e possivelmente Jair Bolsonaro (PSL).

 

Deixe uma resposta

dezessete + 4 =