Plateia dividida reage e Ciro mantém franqueza em evento da CNI

No evento “Diálogo da Indústria” promovido pela CNI (Confederação Nacional da Indústria) nesta quarta em Brasília, Ciro Gomes respondeu a perguntas de membros da plateia e, ao manter posições já explicitadas e debatidas anteriormente, despertou reações diversas no público presente.

O pré-candidato manteve sua posição contrária à reforma trabalhista aprovada pelo governo Temer, ressaltando que os efeitos de tais medidas são a insegurança jurídica e a precarização da renda e da condição de vida do trabalhador brasileiro. Ao concluir a resposta, Ciro afirmou: “O meu compromisso com as centrais sindicais é trazer essa bola de volta para o meio de campo“, referindo-se a fazer com que seja debatida um outro tipo de reforma trabalhista que não gere os efeitos nocivos desta aprovada pelo governo Temer.

Nesse momento, participantes da plateia de industriais presentes no evento reagiram com vaias. Ciro, então, prosseguiu: “Pois é, vai ser assim, se quiserem um presidente fraco escolha um desses aqui que conversam fiado pra vocês, encerrando a questão e em espera a próxima pergunta“. Com o microfone sem funcionamento por alguns segundos, comentou ainda “meu compromisso é com o mundo que produz e com o trabalho“.

Em seguida, no momento da segunda pergunta recebida dos participantes da plateia, houve reação positiva dos presentes que aplaudiram Ciro enquanto o ex-governador voltava à questão da reforma trabalhista. Ciro explicava sobre os efeitos de precarização da renda e da condição de vida do trabalhador gerados pela reforma de Temer e dirigiu-se aos empregadores que o vaiaram:

Vamos botar a mão na consciência, vamos pensar um pouquinho com o coração. Só ganhar dinheiro é uma coisa importante, mas nós temos um povo pra alimentar. Nós temos gente a quem dar oportunidade, pra ter dignidade, pra trabalhar. E eu vou servir a essa gente e a única forma de servir a essa gente é fazer o Brasil que produz ser prestigiado.” Nesse momento, foi intensamente aplaudido pela plateia.

Houve ainda uma menção de Ciro Gomes em referência a sua decisão, durante o evento, de confiar e manter suas posições com franqueza mesmo diante de parte do auditório se mostrar discordante por um momento. “A confiança não é simpatia. Confiança é você não mentir para o povo“, disse o pré-candidato trabalhista.

 

One Comments

  • Celiorogerio Almeida 04 / 07 / 2018 Reply

    CIRO; Um verdadeiro defensor de quem trabalha e produz. Sincero e sem “papas” na língua. O Brasil precisa de um presidente FORTE e de personalidade assim como CIRO.

Deixe uma resposta

três × dois =