Ciro Gomes “nunca fez nada de bom para o Brasil”?

Quem decide isso é o povo, então vamos aos fatos.

Veja os dados de quando Ciro Gomes foi governador:
Quando terminava seu mandato como governador do Ceará, em 1994, Ciro Gomes deixou o cargo com 74% de aprovação no estado! Esse já é um grande exemplo para mostrar como Ciro fez, sim, iniciativas relevantes e boas no cargo que se dispôs a assumir. Para além disso, há diversas outras que podem ser citadas.

Outras iniciativas marcantes:

Em 1993, Ciro Gomes, quando governador do Ceará, entregou, em 90 dias, um canal artificial de 120km que visava garantir o ameaçado abastecimento de água da região metropolitana de Fortaleza chamado “Canal do Trabalhador”.

Em 1994, Ciro foi convidado pelo então presidente Itamar Franco a substituir Rubens Ricupero no ministério da Fazenda e tomar conta do Plano Real em uma situação crítica. Como ministro, estava ciente de que as mesmas doenças que mataram planos de estabilização anteriores estavam ameaçando mais uma vez uma nova moeda brasileira. Ciro tomou medidas de combate ao ágio e que visavam impedir a explosão da inflação devido à alta demanda que o produto interno não estava dando conta de cobrir.

Em 2003, após ser candidato a presidente no primeiro turno e apoiar Lula no segundo, foi convidado a chefiar o Ministério da Integração Nacional. Aceitou o convite, apesar da relutância de seu partido à época (PPS) que foi para a oposição. Como ministro, comandou o projeto da Transposição do Rio São Francisco, quando encarou os mais adversos opositores: ambientalistas e vários poderosos interesses contrários à obra.

Em 2006, após abrir mão de uma candidatura à presidência, aceitou ser deputado federal por seu partido (PSB) e compôs um bloco progressista com o qual pressionava medidas que considerava “danosas” ao interesse maior do país, apesar de ser governista. Um exemplo disso foi sua postura frente a certos Refis que o governo federal pretendia aprovar e que em suas formas finais mais ajudavam grandes empresários sonegadores do que micro e pequenos empresários endividados.

Por que espalhariam essa mentira?

Os enfrentamentos que Ciro tem feito obviamente geram reações daqueles que temem a justiça. Em 2009 e 2010, como em toda a vida, denunciou corruptos notórios cujas faces só seriam nacionalmente conhecidas e distinguidas a partir de 2015, com o estourar da crise que Ciro também já denunciava se avizinhar desde antes. Bons exemplos são suas denúncias e críticas a Eduardo Cunha e Michel Temer, que Ciro já acusava de corrupção e chantagem em troca de apoio ao governo.

Veja as fontes: folha.uol.com.br
 

 
 

Deixe uma resposta

13 + 3 =