Ciro Gomes “não se preocupa com as questões ambientais”?

FALSO. Quase sempre buscando referências em sua possível adversária eleitoral, Marina Silva, Ciro Gomes tem sido bastante duro contra o que chama de “ambientalismo difuso”, no entanto, sua relação com Marina como colega ministra do Meio Ambiente sempre foi muito boa como ela mesmo testemunha. Para ele, a proposta ambiental predominante no Brasil hoje em dia demoniza a realidade do consumo, da produção de energia e das demandas econômicas nacionais. É por isso que Ciro Gomes tenta achar soluções que possam criar pontos em comum entre meio ambiente e desenvolvimento.

Entenda o contexto que originou a mentira:

Ciro foi ministro da Integração Nacional no primeiro governo Lula (2002–2006) e, como tal, responsável direto por duas importantes e polêmicas obras: a construção da hidrelétrica de Belo Monte e a transposição do rio São Francisco. Em ambas, enfrentou interesses difusos representados nas figuras de alguns ambientalistas e confrontou a própria Marina Silva (à época ministra do Meio Ambiente), mas executou os projetos, e convenceu boa parte da população de que as obras eram pertinentes e necessárias – como de fato se mostraram hoje em dia.

Procure pelos posicionamentos que mostram a verdade

Em entrevistas e palestras, Ciro Gomes defende uma mudança no paradigma do consumo (que deveria se basear não apenas no preço, mas no custo ambiental dos produtos comercializados), mas ressalta: essa é uma transição lenta e que precisa passar por uma mudança (mais lenta ainda) no modelo econômico brasileiro. Afirma que, atualmente, é o agronegócio que tem sustentado a economia nacional e que, sem um projeto de reindustrialização do país (como o que ele propõe), a pressão para expansão da fronteira agrícola não cessará, independente do governante que estiver no poder.

Em uma economia dependente apenas de commodities (como é o caso do Brasil atualmente) os furos na balança de pagamentos levarão o país a estressar cada vez mais seu meio ambiente. Essa é uma preocupação antiga que Ciro Gomes tem. No passado, ele foi o primeiro presidente de Assembleia Legislativa a criar uma Comissão do Meio Ambiente. Em seu já citado programa de governo, em 2002, Ciro Gomes propôs a otimização do uso de energias renováveis (como o álcool, por exemplo).”

Conteúdo cedido à plataforma por: medium.com/chicocougo/

 

Lista de comentários

  • Evi 02 / 09 / 2018 Reply

    Eu queria saber como o apoio de Ciro às questões ambientais se coaduna com uma vice apelidada de “rainha da motosserra”. Minha intenção de voto se esbarra aí. Acredito no desenvolvimento sustentável e na manutenção das reservas indígenas e dos parques ambientais.

  • Edmilson Ferreira Vaz 05 / 09 / 2018 Reply

    A katia abreu nunca foi condenada por desmatamento, somente é defensora do agronegócio pq somos grades produtores e isso ajuda a equilibrar a conta externa. Presidiu por 6 anos a CNA e em termos de preservação, divulgado pela Embrapa, crescemos de 61% para 66%. O problema não é expansão de área plantada e sim a efetividade desta. Hj o agronegócio n expandiu 1% e cresceu 3% em produtividade. Para isso, é necessário investir no complexo industrial do agronegócio (proposta do Ciro) e produzir insumos, defensivos e agroquímicos aqui, pq é na importação desses produtos que encarecem nossas commodities (40% do custo de produção) bem como prover uma maior celeridade na averiguação desses defensivos importados, pq a Anvisa fica adiando por 6, 7 anos a liberação de um agroquímico que só prejudica a economia agropecuária. Ela ajudou a redigir o Código Florestal e junto com a Embrapa evitou mts desmatamentos desnecessários e irracionais. Lembrando, não podemos pensar de forma fragmentada os problemas do país, precisamos de um projeto nacional de desenvolvimento, pq a soma de interesses fragmentados não corresponde a um todo. Precisamos defender nossa identidade biológica, promover as fontes de energia sustentável, demarcar e fiscalizar as terras indígenas e de quilombolas mas sem se abster de desenvolver na indústria, agricultura, infraestrutura, pq isso que move o país pra frente. #ciro12

Deixe uma resposta

6 + 12 =